Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

AS RAPOSAS TÊM COVIS...

Imagem
Raposas têm covis, se escondem, se protegem, se garantem, mas o Filho do Homem, disse Jesus, o humano não tem um lugar assim. Não ter covil significa não procurar um lugar de conforto e comodismo imobilizador e de nenhuma transformação da realidade. Correr os riscos pelo de fato de estar de olhos bem abertos e denunciar tudo o que é contra a vida. Enquanto vejo jovens e adolescentes empunhando cartazes para que o Brasil mude sua estrutura política, econômico-financeira e social, vejo líderes religiosos convocando suas igrejas para manifestarem-se simplesmente fechando os olhos, em outras palavras orando. Que isto sim seria o verdadeiro manifesto. Fecharem-se dentro de seus templos (mais uma vez) e clamarem a Deus que segundo eles, é o único que pode resolver. Clamar a Deus e não aos “homens”, alegam eles. Há lugar para oração, mas jamais a oração deve ser um ato que fecha os olhos para a realidade. A oração deve nos engajar na realidade da vida. Volto meu o

Cá entre nós, sabemos nos amar!

Imagem
Quero celebrar este e muitos outros anos ao lado de meu grande amor, Gisleine. Completo 26 anos de casado com uma mulher admirável! Admirada não só por mim, mas pela família e amigos. Suas qualidades me ajudaram a amadurecer, a compreender a vida com mais sensibilidade, a entender que o cuidado e o carinho é o melhor trilho para uma comunicação eficaz. Meus melhores anos foram e estão sendo ao lado dela. Pelo andar da carruagem, os próximos serão os mais brilhantes e aconchegantes. Sua capacidade de compreender e se solidarizar me constrangem. Sua força e tenacidade me humilham, não em um sentido negativo, mas como um desafio que se coloca diante de mim, tal qual um espelho onde encaro que há espaço para crescer e aprender. Nos conhecemos há 34 anos, começamos a namorar há 29. Tempo suficiente para saber que, apesar da pouca idade na época, tomei a decisão mais acertada de minha vida. Não nos completamos simplesmente, nos amalgamamos. Penso que respon