Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

Aceitei o desafio de Amar

Imagem
Sou limitado para brincando com as palavras expressar sentimentos e pensamentos a respeito do meu amor. Mesmo assim, sem ser poeta, arrisco-me a rabiscar porque necessito dizer o que bate em meu coração. Corro risco de ao fazê-lo publicamente, ouvir risinhos, mas não me importo, quero gritar ao mundo: Eu te amo!
É para você, minha Gi querida :
Aquilo que foi, me formou Através da arte do seu amar. O que sou? Em parte, O gosto pelo sonhar Nada pronto, nada acabado, nada perfeito. Aventureiro de caminhos, Seu jeito-carinho Me instigou a viajar.
Você inspira a poesia. Preenche de riso a alegria. Inundou meu mundo de vida, Exalando perfume ao amar.
Lembro o passado, mexo o destino. Removo montanhas e o que for preciso. Cheio de fé começo de novo, A te amar, te desejar, A outra vez casar.
Insisto, persisto, eu sei que vou te amar!

À MINHA MULHER PELOS 25 ANOS DE CASADO!

Imagem
E o tempo passou!
Lembro-me daquela noite de segunda-feira, por volta da meia noite decidi.
Garoto ainda, no auge do espírito aventureiro, impelido por desafios principalmente os misteriosos, como se soubesse tudo e tivesse tudo planejado e calculado na vida, num arroubo me lancei ao projeto: casamento com a Gisleine será o meu futuro.
Dez dias depois, naquela sexta-feira em meio aos medos, eu transmitindo segurança para esconder a insegurança e tentando transformar a amizade em outra coisa, fizemos uma aposta em aprender sobre amar e ser amado. Iniciamos uma nova fase de nossa história.
No dia 06 de junho de 1987 nos casamos numa noite bastante chuvosa.
Vinte e cinco anos se passaram e me lembro de muitos detalhes. Foi marcante perceber que a radical decisão pelo casamento, com cara de necessariamente urgente, deu lugar ao um profundo oceano de mistérios da vida. Conforme passou o tempo, você com seu jeitinho especial, doce, carinhoso e cheia de charme algemou meu coração com um fo…