Que bom que você veio!

Obrigado pela visita, deixe uma mensagem de sua passagem por aqui.

26.6.14

QUASE DEZ MIL DIAS CASADO!


Aprendi algumas lições no casamento e em função disso até arrisco dizer que quem leva o casamento muito a sério perde a leveza de viver. Quem vive o casamento na brincadeira não experimenta a intimidade do ser. Quem vive em parceria trabalhando em uma construção mútua de sua própria frágil vida, aprende a amar.

27 anos se passaram. Sim, quase 10 mil dias desde quando nos casamos. Éramos jovens aventureiros cheios de medos do futuro, mas nenhum receio em viver com intensidade rumo ao incógnito amanhã.
Muitos frutos agradáveis nesse tempo.
Dois filhos inspiradores cuja existência nos dizem constantemente que valeu e tem valido a pena.
Estamos mais maduros, mais corajosos e, por incrível que pareça, com as mesmas esperanças de que podemos viver para sempre juntos.

O que é o amor para mim?
Amar não é apenas dizer é traduzir.
O amor não pode ser descrito, só pode ser narrado.
Por isso, para mim, ama aquele que após trilhar uma estrada ao lado de alguém, olha para tudo o que se passou e está disposto a fazer de novo desde que com a mesma pessoa.
Mas com você, querida Gi, não só isso. Vou mais longe!
Sua amabilidade, doçura e sensibilidade me desafiam a cada dia a crer na beleza da vida, na concretude da alegria.

Não consigo usar outra palavra para interpretar a nossa história.
Nossa história é a narrativa de uma vida vivida a dois que se exprime no mais alto anseio humano: o amor.
E essa riqueza toda, além de me dispor a viver de novo, me leva a ter um ânimo tal que quase me iludo pensando ainda ter 20 e poucos anos de idade com dias infinitos pela frente.

Seu perfume me desperta. Sua presença me silencia, porque tenho a sensação de que as palavras se tornam inadequadas. E assim, diante do sagrado - não tem nada mais sagrado que o amor - calo aquilo que me perturba para perceber mais acuradamente o som do seu coração que traz tranquilidade ao meu e faz o bem-estar-juntos.

Que venham outros muitos 10 mil dias. Quero devorá-los todos com a volúpia de quem quer viver muito só para desfrutar de sua companhia de amor.

Não são as circunstâncias, quer boas ou ruins, que enchem a vida de vigor. É a companhia amada.
Obrigado pela sua vida compartilhada comigo. Obrigado por ser a extensão de meu coração. Obrigado por corresponder ao amor e ser a mão que me afaga.

Beijos Mil.