Que bom que você veio!

Obrigado pela visita, deixe uma mensagem de sua passagem por aqui.

28.11.10

Pedido de compreensão

Meus amigos que prestigiam meu blog.

Tenho postado com bastante lentidão ultimamente porque estou tentando terminar o meu primeiro livro.

Isso mesmo, final de janeiro ou início de fevereiro, sai do forno um livro que espero poder ajudar os cristãos em alguns pontos: teologica, liturgica e pessoalmente e além de contribuir para o culto congregacional.

Algumas coisas como o relacionamento pessoal com Cristo, o lugar de Cristo na adoração, a comprensão do sincretismo teológigo nos cultos, o papel da arte, o sagrado e o profano. Enfim, comprensões que um discípulo de Cristo precisa para cultuar em espírito e em verdade.

Peço a comprensão de voces, mas logo normalizarei o blog.

Com carinho

1.11.10

PREPARANDO A CASA DO PAI


Jesus decide passar suas últimas horas de vida junto com os seus discípulos em uma ceia.
Naquele momento ele se desnuda, abre o seu coração e fala das suas tristezas.
Ele percebe que seus discípulos estão entristecidos com sua fala e então afirma que aquela tristeza é temporária, mas em breve eles explodiriam de alegria.
Desta maneira introduz aquilo que ele considera apaziguador, consolador para os discípulos com as seguintes palavras:

"Não se perturbe o coração de vocês. Creiam em Deus; creiam também em mim. Na casa de meu Pai há muitos aposentos; se não fosse assim, eu lhes teria dito. Vou preparar- lhes lugar. E se eu for e lhes preparar lugar, voltarei e os levarei para mim, para que vocês estejam onde eu estiverJoão 14:1-3.

De todos os lugares e recantos do cosmos onde Deus escolheu fazer sua casa?
Em nós.
Há uma canção de Gerson Borges com o tema “Hoje é dia de Festa”, que relata uma grande festa na casa do Pai, onde há abundante alegria. Ela encerra dizendo: “A casa do Pai é o nosso próprio coração”.
Em nós, morada de Deus, há muitos aposentos e Jesus entra junto com o Pai no mais recôndito do nosso ser e ali monta uma casa com um grande mesa para cear.
“...Meu Pai o amará, nós viremos a ele e faremos morada nele.” João 14:23
Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo”. Apocalipse 3:20.
Ecoa as palavras de Jesus aos discípulos: Jesus enviou Pedro e João, dizendo: "Vão preparar a refeição da Páscoa" Lucas 22:8.

Jesus precisa preparar lugar porque somos egoístas demais.
Em nosso coração cabem poucas pessoas.
Temos muitas coisas despejadas em nosso coração como mágoas, indiferenças, esquemas de proteção contra as feridas de amar, espinhos, invejas que impedem caber mais pessoas. Jesus precisa preparar estes aposentos.
Deus nos fez largos suficientes para que caiba em nós todos os que ele ama, mas nós temos a tendência de expulsar muitos. Às vezes por preconceito, por não aceitarmos quem pensa diferente.

No coração de Deus, na sua morada, cabem todos os amados de Deus.
Compreendendo a metáfora do céu, podemos dizer que se há um lugar pronto seria este. Um lugar completo, sem a necessidade de acabamentos, o lugar perfeito e pronto para receber e acolher a todos.
A única morada de Deus que precisaria preparar é o nosso coração.
Nele temos um irmão mais velho moralista que se recusa em admitir os perdidos.
Tem os vendedores que não deixam os estrangeiros terem um encontro com Deus, pois ao invés de ser um lugar de oração se torna um covil.
Jesus tem muito trabalho para preparar os aposentos.
Deus nos fez com um espaço tremendo, mas nós o entulhamos. Viraram despensas de nossas idiossincrasias.

Jesus iria preparar lugar e os discípulos conheciam o caminho. E eles perguntaram: Que caminho. E Jesus respondeu: “Eu sou o caminho”. Como assim?
O caminho aberto para todos, acolhedor, que ama, não tem preconceitos, o caminho do amor, da comunhão, da solidariedade. O caminho de se dar inteiramente pelo outro. Este é o caminho. Entre nele, pois Jesus deseja que onde ele estiver, estejamos nós também.

Antes que ele volte é o tempo para um encontro com a gente mesmo.

Eliel Batista