Que bom que você veio!

Obrigado pela visita, deixe uma mensagem de sua passagem por aqui.

29.7.13

TAMBÉM SONHO COM JUSTIÇA!

Fico assustado ao ouvir a divulgação dos altíssimos índices de violência e criminalidade em nosso país.
Vivemos nos conformando com a pizza no final de cada denúncia. 
Mas isto parece tornar-se o padrão. Cada vez mais vemos isso e imagino que seja pela impossibilidade da Lei em usar o bom senso a fim de ser justa.

Gosto muito de assistir filmes de investigações e julgamento. 
Ultimamente tenho visto um seriado Law & Order.
Interessante observar as barreiras que os promotores públicos têm em condenar um criminoso. Todas as evidências apontam para o réu, porém por alguma questão legal a prova fundamental não pode ser usada, e assim o criminoso sai em liberdade, e algumas vezes com direito de exigir indenização do Estado.

No Brasil isso parece ser a regra, não uma exceção. 
Cadeia é para quem não consegue um bom advogado? 
Os advogados públicos só agem pró-forma e não pela luta dos direitos? 
Não sei responder se é isso, apesar das aparências desconfio que não. Mas sei que a minúcia da Lei levada ao pé da letra facilita o escape de infratores, pois há quem se especialize em achar as brechas legais, mas injustamente isso beneficia somente os que conseguem se proteger nas riquezas.
A justiça fica com o braço curto.
A promotoria denuncia, a polícia prende, o juiz leva ao julgamento e o detalhe burocrático não necessariamente inocenta, mas põe em liberdade. Sem entrar no mérito da "compra de indulgências mundanas".

Eu aguardo ansiosamente um dia em que Justiça seja feita. 
“Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão saciados”.
Em outras palavras, se lutarmos pela justiça, se não esmorecermos, venceremos.
As manifestações ocorridas nesses dias demonstraram isso. O gigante não pode dormir.

Sonho com um dia em que colarinho branco ou descamisados, ateus ou apóstolos, militantes ou omissos, bons ou ruins não se escondam em detalhes legais, mas apenas prevaleça a verdade.

Antes disso, gostaria que principalmente os que fazem uso do bom nome de Deus vivessem em integridade e que não repousassem sobre eles suspeitas de roubos, fraude, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha. Se existisse algo para serem julgados que fosse sua bondade, mas jamais sua integridade.
Fossem acusados de não abrirem mão de servirem ao Senhor defendendo a vida, o direito, a justiça, a fraternidade, o respeito e a determinação de se doarem pelo bem, mas jamais sejam acusados de lesarem o povo.
Pudera a zombaria sobre pastores, crentes e igrejas nem existir e menos ainda fosse sobre finanças, má fé, charlatanismo com venda de bênçãos como tem ocorrido.

Repito: Sonho com um dia em que colarinho branco ou descamisados, ateus ou apóstolos, militantes ou omissos, bons ou ruins não se escondam em detalhes legais, mas apenas prevaleça a verdade.

Seria um sonho?


Maranata - vem Senhor. Quisera começasse o juízo pela casa de Deus.